• ConsultorDigitalMarco

Uma proposta de Valor para o País

O sistema de transportes brasileiro define-se basicamente por uma extensa matriz rodoviária, sendo também servido por um sistema limitado de transporte fluvial (apesar do numeroso sistema de bacias hidrográficas presentes no país), ferroviário e aéreo.

O país possui uma extensa rede ferroviária de 28.857 km de extensão, a décima maior rede do mundo, as transportadoras de cargas ferroviárias são: América Latina Logística, MRS Logística, Ferrovia Centro-Atlântica,Ferrovia Tereza Cristina, Estrada de Ferro Vitória a Minas, Companhia Ferroviária do Nordeste, Ferroban, Ferronorte e Estrada de Ferro Carajás, que juntas transportam grandes volumes de minério, commodities agrícolas, combustível, papel, madeira, contêineres, entre outros. Sendo estas, fiscalizadas atualmente pela ANTT.

Na minha opinião, o país deveria investir muito mais na infra-estrutura ferroviária, pois temos um território imenso e uma insignificante malha ferroviária, um candidato a presidente(Dr. Enéias), chegou a colocar esse assunto como prioridade em seu governo, mas infelizmente não entrou e até morreu, atualmente não a menor significância para nossa política, a não ser a construção do Trem de Alta Velocidade.

O Brasil sedia importantes aeroportos internacionais, sendo destino de uma série de rotas aéreas internacionais. Porém, empresas internacionais normalmente trabalham apenas com um número limitado de portos, o que faz com que o transporte dentro do país se faça através de uma série de escalas.

Mas a péssima administração dos aeroportos não facilitam em nada a competitividade deste modal.

O transporte rodoviário é o principal sistema de transportes do Brasil. Este sistema conta com uma rede de 1.355.000 quilômetros de rodovias por onde passam 56% de todas as cargas movimentadas no país.

Detalhe: desse total, 140 mil kms apenas estão pavimentadas. Como tornar o transporte no Brasil menos oneroso? Precisamos realizar manifestações para uma melhora imediata nas rodovias. Apenas algumas rodovias, as que estão sendo privatizadas apresentam melhorias, ou pelo menos estão investindo, a BR-101 está em obras de duplicação, mas apenas para Cachoeiro de Itapemirim-ES são pelo menos 4 pedágios.

Quanto ao transporte hidroviário, apenas o marítimo é significante, com o comércio internacional, o fluvial é econômico e limpo, mas muito pouco utilizado.

E com relação aos intermodais e multimodais, a incidência de ICMS nos estados atrapalham muito.

#proposta #Política #mudançaspolíticas #valor #modaisdetransporte #ferrovias

0 visualização0 comentário